Descanso para os olhos, Design de interiores, estamparia, Inspiração

As cores de 2014

Em dezembro recebi uma ligação da Mariana Mello de Moraes, da redação da revista Casa e Jardim. O assunto da matéria eram as tendências (apostas) de cores para 2014.

cores2014
Revista Casa e Jardim – dez.2013 / detalhe da matéria de Mariana Mello de Moraes

Como minha especialidade não é prospecção de tendências e sim comunicação visual das cores e percepção (neurobiologia da visão), procurei contribuir com algumas dicas, mostrando que as cores – tendência ou não – dependem do contexto para transmissão de sensações e significados.

Vejo de forma positiva o lançamento de uma tendência de cor. É um convite a reciclar associações antigas e deixar para trás alguns preconceitos. As cores são sensações com inesgotável potencial simbólico e associativo.

Uma das apostas para 2014 foi um tom de turquesa (ou azul esverdeado). Na reportagem, os objetos selecionados para representar esta cor, com formas e design sugestivo, somados aos nomes promocionais como, por exemplo, Lagoa Particular (Tintas Coral), são associações cognitivas (visuais e verbais) que nos induzem a concebê-la como algo novo e inusitado.

verde_azul
Revista Casa e Jardim – dez.2013 / detalhe da matéria de Mariana Mello de Moraes

Em outras palavras, cada tonalidade de cor funciona como um ator que pode interpretar diversos papéis. Dependendo do contexto, do design e do discurso do personagem, nós nos identificamos mais ou menos com ele. 

Além de todas essas influências, perceber as cores é um fenômeno que depende fundamentalmente dos seus contrastes com as cores e superfícies vizinhas.

No caso do azul esverdeado comentado acima, expliquei à Mariana que ele será percebido de maneira diferente em cada aplicação. Torna-se mais azul, por exemplo, quando cercado de verdes.

Porém, num contexto de superfícies claras, com predominância de lilases e rosa, o mesmo tom de turquesa torna-se mais pesado, e se transforma em verde, quase um verde bandeira.

Veja a seguir uma imagem elaborada no Universo da Cor para demonstrar essas transformações:

cor_asul_lago
O mesmo tom de verde azulado é percebido de maneira diferente. Cercado de verdes o tom parece mais claro e azulado. Já entre os tons de rosa e lilás, torna-se mais verde.

Tudo depende da conversa que a cor estabelece com o objeto e seu entorno, das transições para as cores vizinhas, do estilo da decoração e das referências culturais de quem interpreta esse cenário. O efeito das cores não é, portanto, um dado isolado. Trata-se de uma construção que envolve vários aspectos da nossa percepção, recebendo influência de outras esferas sensíveis, como a temperatura ambiente, ruídos sonoros, e o próprio estado de espírito de quem observa.

Por tudo isso eu sempre digo: não existe cor feia, e sim composições que agradam ou desagradam. 

Assim, que 2014 seja um ano inspirador! Permita-se deslumbrar com novos coloridos! 

Para ler outros posts sobre percepção da cor, acesse:

A sensação da cor: um presente da evolução
A cor da roupa altera a percepção do tom da pele
Iluminação e reprodução de cor em ambientes
A cor faz toda diferença na estamparia

Para ler a matéria da Mariana no site da Casa e Jardim, acesse: 

As cores de 2014 (Revista Casa e Jardim)

Cursos e workshops!, Descanso para os olhos, Design de interiores, estamparia, Exposições, Inspiração

A cor desconstruída, por Tricia Guild

Ontem no fim da tarde, estive no Espaço Gardens com minha amiga paisagista Caterina Poli.

Participamos do evento Colour Experience promovido pela Revista Casa e Jardim, e assistimos à palestra de Tricia Guild, famosa designer britânica e fundadora da Designers Guild, empresa com representação internacional, inovadora em composição de cores e padrões de tecidos para decoração.

tricia_guild_Revista_Casa_e_Jardim
Tricia Guild no Colour Experience (Foto: Marcia Evangelista/Casa e Jardim)

Tricia mostrou lindas imagens de interiores e falou sobre sua inspiração para projetar com a cor, que surge a partir de objetos e situações inusitadas como uma antiga foto em preto-e-branco ou um figurino da moda. O que importa, como ela bem colocou, é o interesse e o olhar de quem capta essas referências.

designers_guild
Site da Designers Guild: http://www.designersguild.com

Fica aqui a recomendação do novo livro de Tricia Guild que foi gentilmente presenteado aos participantes do evento – “A cor desconstruída” -, com fotos de James Merrell. Nele, encontram-se imagens inspiradoras para o design de interiores, criação de estampas e composição de cores nos cenários.

livro_Tricia
“A cor desconstruída” – livro de Tricia Guild, lançado em português no evento Colour Experience da Revista Casa e Jardim

Com certeza aproveitarei para comentar sobre o livro e o trabalho de Tricia Guild no próximo curso A cor nos ambientes internos, que acontece agora em 25 e 26 de outubro/2013!

Para informações sobre cores nos ambientes internos, cuidados e dicas, acesse outro post neste blog: A COR nos ambientes internos.

ima_cursos_ambientes1Curso A COR nos ambientes internos

Carga horária 14h/aula

Próxima turma:
25 a 26.out.13 / sexta e sábado

das 9 às 13h e das 14 às 17h

estamparia, Inspiração, Moda, tingimento de tecidos

Inspire-se com o Tie-dye!

Quando pensamos no tie-dye, são recorrentes aqueles efeitos multicoloridos em camisetas, formando uma mandala. Mas esse resultado simples e já banalizado não corresponde aos sutis e refinados efeitos visuais que esta arte milenar de tingimento de tecidos nos oferece. As amarrações do tecido e as cores escolhidas oferecem múltiplas possibilidades.
É possível usar a técnica do tie-dye com criatividade e bom gosto.

O cardigan da Dolce & Gabbana, que mostramos a seguir é um exemplo de como a escolha das cores faz a diferença.

cardigan_DeG
Fonte: http://www.bergdorfgoodman.com/product.jsp?itemId=prod37510006

O tie-dye é um recurso da moda que proporciona aos produtos um aspecto natural e que pode sempre ser utilizado de forma renovada. A imagem hippie do tie-dye dos anos 60 foi totalmente revista, trazendo originalidade às peças de roupa e atraindo um público refinado.

tie-dye-clothing-and-accessories-5
Fonte: http://www.zmalfashion.com/2011/07/tie-dye-on-trend.html
tie-dye-580a-051510
Fonte: http://main.stylelist.com/2010/05/17/how-to-wear-tie-dye-spring-2010/
44
Fonte: http://www.asos.com/Textile-by-Elizabeth-James/
45
Fonte: http://www.asos.com/

A sofisticação está muitas vezes na redução da gama de cores e nos efeitos livres do tingimento.

tie-dye-clothing
Fonte: http://www.net-a-porter.com/

No exemplo a seguir o que chama a atenção é a combinação harmoniosa do tie-dye com uma estampa floral:

tiedyetote
Fonte: http://prudentbaby.com/2012/06/baby-kid/accessories/tie-dye-summer-tote/

A técnica do tie-dye quando aplicada em tecidos mais densos é menos usual oferecendo um outro apelo estético, como vemos na saia abaixo.

Fonte:
Fonte: http://www.net-a-porter.com/product/105342

Um efeito localizado, pode ser interessante para peças de confecção, como barrados em saias, batas ou calças.

m_52000b6cc712457b46015ad5
Fonte: http://poshmark.com/listing/52000b65c712457b46015ac7

+ Veja outro post relacionado à técnica do tie-dye: “Os segredos do Tie-dye

O curso “As Técnicas do Tie-dye” acontece regularmente (ao menos 1 vez por semestre) no Universo da Cor em São Paulo-SP. É ministrado pelo  Prof. Wesley dos Santos Paixão, tecnolólogo têxtil com especialização em química têxtil.

No curso os participantes aprendem a utilizar e dosar os corantes e fixadores mais adequados para os efeitos desejados, compreendendo com propriedade as reações químicas e as etapas de tingimento e acabamento para três processos de Tie-dye: 1 – Tradicional a frio, 2 – Tradicional a quente e 3 – Clássico, ou contrário. Também são demonstradas e praticadas pelos alunos as dobras e amarrações nas peças de roupa para efeitos estampados variados, como círculos, listras, degradês, etc.

Esta é uma oportunidade única não apenas para aqueles que desejam reciclar e confeccionar peças exclusivas para o próprio uso, como também para a exploração das técnicas do Tie-dye pelos profissionais da moda, donos de confecções, estilistas e designers.

ban_tie-dye_1
Banner de divulgação do curso “As técnicas do Tie-dye“, Universo da Cor / SP